www.bloggerbipolar.blogspot.com

Aviso: EU NÃO SOU BIPOLAR...MAS MEU PAI É.


www.bloggerbipolar.blogspot.com

Um pouco sobre bipolaridade, transtornos de humor, depressão, ansiedade...
tudo, ou nada!

diariodeumbipolar@hotmail.com

#depressão #ansiedade #tdah #bipoloaridade #pânico #distimia #melancholia
_____________________________________________

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Pé quebrado e Mente "Torcida" precisam de um raio-X...

A maioria das pessoas "normais" vivem no piloto automático da vida. Trabalho casa, casa trabalho. Daí acontece um problema nesse percursso e pronto, lé vem os velhos sintomas do início do que todos chamam de depressão. Depois de muita resitência, vergonha, dificuldade de lidar com os sintomas, vem a procura por tratamento. Geralmente começa por um psiquiatra. 

Esta figiurinha, na maioria das vezes vai te ouvir por 40min e vai passar uma receitinha que já tem até pronta em sua gaveta: Fluoxetina + Clonazepan. Alguns outros podem fazer uma leve alteração com um ou outra substância. E vai mandar a pessoa voltar em 30 dias. Se esta pessoa tiver sorte e possuir o mínimo de conhecimento do processo, vai saber que remédios não curam ninguém, apenas amenizam a dor. 

Imagine que você torceu o pé. Está doendo muito. Então você toma um analgésico para aliviar a dor, mas não acompanha a lesão. Não tira um raio-x, não procura um médico...nada. Seu corpo talvez possa se recuperar do trauma sozinho; mas também poderia acontecer uma grave infecção. 
Com traumas em nossa mente acontece a mesma coisa. Se tratamos  apenas com tranquilizantes, e esperamos que o corpo reaja sozinho corremos risco. É ai que mora o perigo dos barbitúricos, pois eles anestesiam a dor, mas não agem sobre a causa da dor. E este problema pode crescer sem que o paciente saiba, e diferente de uma infecção, um problema psiquiátrico não tem seus sintomas diagnosticados assim com tanta facilidade.Então o caminho é fazer um raio-x da mente e dos pensamentos. E quem faz isto? A psicologia ou psicanálise.

Procurar ajuda psicológica não quer dizer que você vai poder parar de tomar remédios. O trauma de um pé torcido exige raio-x e analgésicos e por vezes moletas, os traumas da mente também. Mesmo que você já não sinta tanta dor, depois de um tempo de tratamento, você ainda vai precisar de exames de acompanhamento e moletas, em alguns casos pro resto da vida. Assim também é com nossa mente. Mesmo com acompanhamento psicológico, o paciente precisa dos remédios, que servem como moletas, mas também precisa do acompanhamento do trauma, que seria a ajuda psicológica.





10 comentários:

  1. PERFEITO! É exatamente isso, uma terapia não substitui a outra, se complementam e cada uma tem sua função específica.

    Em alguns casos a terapia medicamentosa pode até ser abandonada -provisoria ou permanentemente- depois de um bom acompanhamento psicológico ou terapia cognitivo-comportamental. Em outros casos, porém, o caráter orgânico do transtorno exige o uso crônico do medicamento.

    Então, como você bem assinalou, é importantíssimo buscar a terapia adjuvante aos remédios. Só remédio não cura, muito menos se for auto-medicação. As pessoas comumente incorrem nesse perigo, ouvem que fulaninho tomou tal remédio e curou-se da depressão ou sei-lá-de-que. Isso é uma tremenda cilada.

    Achei muito boa essa postagem, muita gente precisa mesmo dessa orientação. Apenas queria salientar que em alguns transtornos há uma evidente deficiência de algum neurotransmissor e que por isso o medicamento se faz necessário de moo contínuo, como um remédio para hipertensão ou diabetes mellitus. Por isso, novamente friso que é importante ir ao médico, ou a mais de um. Além disso, em alguns casos há terapias alternativas, dietas, exercícios, que podem ajudar no controle de certos mediadores químicos. Li no livro "mentes com medo" uma dieta para pessoas ansiosas que visa manter a glicemia constante, visto que sua oscilação auxilia na manutenção do estado ansioso. Isso é muito legal e pouco divulgado, só se fala em remédio, remédio e remédio. Nem só de clonazepan se controla uma ansiedade.

    Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Se for de interesse do seu blog, temos um novo espaço no Bipolar Brasil, para divulgação de blog, sites e comunidades sobre transtorno bipolar, acesse e deixe um comentário. Forte abraço, Will
    Acesse e coloque seu link: http://www.bipolarbrasil.net/p/links-bipolar.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A partir de 2015 o Bipolar Brasil está em novo endereço: http://www.bipolarbrasil.com.br

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Hoje estou igual uma montanha russa, mas estou em uma descida sem previsão de subida....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conselho amiga de jornada pare de cavar seu buraco, quando mais cava menos olha para os lados. E se permita a seguir em frente. Aprendi que tudo que sentimos é do disturbio. Não é a bipolaridafe que te define, só vc se define. Segue meu blog: http://despertardeumabipolar.blospost.com.br.//

      Excluir
  5. Não é fácil näo. Ter o diagnóstico de bipolaridade é uma responsabilidade, pois ai começa a via sacra. Tomo medicamwntos que não me deixa grogue, tenho vida estável. Mas esgou sempre alerta. Faço terapia, pois preciso que me acompanhe nessa jornada, tento ter uma vida sem strese ligo o foda-se. E sigo em frente.
    Tenho Blog se vc puder divulgar te agradeço http.//despertardeumabipolar.blogspost.com.br.//

    ResponderExcluir
  6. Não é fácil näo. Ter o diagnóstico de bipolaridade é uma responsabilidade, pois ai começa a via sacra. Tomo medicamwntos que não me deixa grogue, tenho vida estável. Mas esgou sempre alerta. Faço terapia, pois preciso que me acompanhe nessa jornada, tento ter uma vida sem strese ligo o foda-se. E sigo em frente.
    Tenho Blog se vc puder divulgar te agradeço http.//despertardeumabipolar.blogspost.com.br.//

    ResponderExcluir