www.bloggerbipolar.blogspot.com

Aviso: EU NÃO SOU BIPOLAR...MAS MEU PAI É.


www.bloggerbipolar.blogspot.com

Um pouco sobre bipolaridade, transtornos de humor, depressão, ansiedade...
tudo, ou nada!

diariodeumbipolar@hotmail.com

#depressão #ansiedade #tdah #bipoloaridade #pânico #distimia #melancholia
_____________________________________________

domingo, 9 de janeiro de 2011

Tratamento Depressivo: Anestesia ou Cura? Dádiva ou Maldição?


Um dia tomei um remédio chamado Neozine. Fiquei bêbado por 2 dias. Com a visão turva, boca e olhos secos. Língua enrolada, mente pior ainda. É assim que tenho que tratar da minha depressão? Anestesiando a dor? Me mantendo acordado....longe do que minha terapeuta chama de "pensamentos mágicos"?


Não acredito em terapia. Não acredito em psiquiatria. Na verdade acho que essas duas ciências ainda tem muito o que evoluir. Quem sabe meu neto não fará um exame de sangue e sairá o resultado na hora: Bipolaridade tipo 4. Ou minha neta fará uma tomografia e 5 segundos depois.....bip....bip....Défict de Atenção; e o melhor, irá ter medicação pra isto. Tome um comprimido dose única e vire um "normal", tome uma vacina preventiva, e nunca mais fique deprimido. 


Fico pensando e repensando as causas da melancolia que sinto. Dessa tristeza que as vezes invade minha alma, desta falta de esperança na humanidade. Penso na sensibilidade que tenho, ao ver um filme, ler um poema; sensibilidade que não vejo os "normais" terem. Então o que seria isto afinal.....dádiva ou maldição? Que decisão tomar? Tratamento ou entrega? 

Talvez se eu vivesse no mundo de 100 anos atrás eu preferisse viver depressivo. Me entregaria ao bico de pena, e sangraria minha dor diante das páginas e noites em branco. E hoje? Se eu talvez escolhesse uma forma alternativa de viver, a tão sonhada utopia da cabana de pescador na beira da praia.... se eu fosse pra europa estudar arte e estampasse minha angústia em telas manchadas à óleo e dor. E se conseguisse vender cada tela por 150mil dólares? E se fosse um astro do rock? Me entregaria ao vício das drogas e da euforia? E se as respostas forem negativas....como finalmente posso me tornar um "normal"?
Depressão seria realmente uma doença como diabete, ou hipertensão....que não tem cura, e que temos que controlar pro resto da vida? Controlar através da anestesia de tudo isto que sinto?

Não sou um, sou vários. Não consigo me definir. Não tenho visão de tempo. Ontem, hoje e amanhã se misturam em minha mente. Acordo uma pessoa, e vou dormir outra. Posso chorar ao pensar em Deus....ao perceber que o mais importante não é perguntar onde ele está....mas sim onde ele não está? Vejo a perfeição de toda a natureza, porém vejo o homem como um vírus. Que para crescer tem que destruir tudo que o rodeia. 


Como ver um mendigo na rua e não querer abraçá-lo? Qual a diferença entre ele e meu irmão mais velho; que mora em uma casa luxuosa com filhos e piscina? Como deixar de seguir o coelho branco de Alice....de cair na tentação de não pular no buraco dos sonhos? Tomando Neozine?
Me deixem dormir....só mais 5 minutos.....

11 comentários:

  1. No começo do meu tratamento ano passado me passou pela cabeça tudo o que está escrito no seu post.
    Meu sofrimento era tanto e tão insuportavel que resolvi tentar de tudo para conviver com a doença.
    Sim essa é uma doença como diabetes que uma vez instalada não vai mais embora.
    A solução é controlar a doença, não é um mar de rosas mas faz parte da vida.
    Se seu medo como era o meu de não sentir nada nenhuma emoção fique tranquilo você vai sentir muitas emoções.
    Se o seu caso é mais depressivo do que maniaco a combinação litio e fluoxetina sengundo artigo cientifico e compravado pela bipolar aqui ajudam muito.
    Qualquer coisa que precisar estou aqui ok

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana,
    Já tentei lítio e fluoxetina. Me deram ansiedade. O que tem funcionado pra meu humor são alguns estabilizadores, como roxetin e depakote.
    Quanto ao diagnóstico, tudo tem levado pra que seja ciclotimia; que será o tema do meu próximo post.
    Muito obrigado pela sua ajuda e atenção.
    Bj.

    ResponderExcluir
  3. Olá, tô chegando agora por aqui e adorei seu blog, ta sendo um grande companheiro! Abandonei meu tratamento há uns nove meses e desde então, contantes crises, no momento só dúvida, confusão e uma grande tristeza. Vou reiniciar o tratamento com um outro profissional, outra droga(droga!) e continuar com acupuntura, que me fazia bem!È isso, continuamos a nossa luta!Serenidade, saúde e sorte! Bjo

    ResponderExcluir
  4. Oi
    olha, o começo - ou retomada no meu caso - do tratamento é dificil. muito. Como lidar quando nos dizem que tudo isso que sentimos não é real? Como passar do sentir demais para o sentir nada, sentir-se bebado ate, e isso estar correto? Como pode não sentir nada ser melhor que sentir demais? Ou a duvida - se isso tudo não sou eu, quem sou eu sem isso?

    A primeira coisa que os remedios farão, e devem fazer, é tirar o fator instabilidade. normalmente isso significa deixar voce apenas deprimido e a partir dai ajustar lenta e gradativamente a medicação e ao longo desse processo voce vai re-aprender a sentir cada sentimento. A terapia visa ajudar esse processo de auto conhecimento, de modo que ao longo dos anos seja voce quem controle seus sentimentos, sua vida e por que não ate seu tratamento - e não o contrario. paciencia, fale com seu medico e tenha certeza - vale a pena o esforço sim, pois não tem a ver, no fim com não sentir mas com saber controlar nossos sentimentos, ou como reagimos a eles.
    boa sorte!

    ResponderExcluir
  5. Adorei seu blog. Tudo é muito verdadeiro, mas qto ter sentimentos, ter tristeza, ter alegria e não saber onde vc está, com certeza faz parte. Tenha em mente que somos todos assim e normal é viver a vida, com ou sem a bipolaridade, com ou sem diabetes, com ou sem qq coisa que vc pode controlar. Qdo estou triste sinto falta da minha alegria e qdo estou muito alegre fico me policiando, pois ja falei muita coisa que não devia por causa da euforia.
    Continue escrevendo que com certeza te ajuda muito e não questione os remedios, faça a sua dose valer a pena.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Estou começando meu Blog. Descobri há pouco tempo que sou bipolar. No início levei um baita susto, rejeitei isso, mas depois, com calma, estou aceitando o tratamento. O melhor mesmo são os estabilizadores de humor, mas nada sem orientação médica. Já passei por vários anti-depressivos e psiquiatras até descobrir que minha depressão está associada a minha própria história de vida. Recomendado pelo meu médico, comprei o livro do Dr. Diogo Lara - Tempreramento Forte e Bipolaridade - Dominando os altos e baixos do humor. No meu Blog, vou contar a minha trajetória de vida, até descobrir que sou bipolar e o que faço com essa descoberta. Não sei o fim dessa história, mas topo qualquer parada. Vou levando minha vida normalmente, mas sem maiores expectativas. Perdi o encanto, só isso. Desejo força à vc. Um abraço.

    http://diariodeumbipolar.bloggeiro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou diagnosticada com bipolar,mas minha tendecia a depressão é maior, nao chego a ter manias, mas sim, mt agressividade e irritação, sou extremamente sensivel e emocional. Perdi meu pai ha poucos dias e sinto mt falta dele, alias tenho tendencia a sentir medo,solidão, e sensaçao de desamparo.

      Tomo seroquel 2x50 xro a noite ,mas a quetiapina e o seroquel estao muito caros p mim, a vantagem e que não tem efeito colateral,

      Abraços,

      Excluir
  7. Sou Bipolar,a muitos anos acompanhado com muitos prejuizos sociais,pessoias,com muito sofrimento venho a dizer que não posso em hipotese nenhuma ficar sem medicação,minha mente cria a cada momento uma emoção ela detesta rotinas esta sempre procurando aventuras nem que seje as mais perigosas que afetem minha propria vida estou cansada de tudo isso e ela não cansa de ter idéias,estou tomando uma medicação para ver se ela se acalma se eu posso ser uma pessoa um pouco normal estou cansada...!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Sempre senti uma dor cá dentro!!nunca me deixou ser social,me afasta das pessoas,fazendo com que prefira ficar só, assim tem sido a minha vida,por vezes fico zangado de tal modo que a minha vulnerabilidade é como a pólvora basta chegar um "fosforo" e fico com uma comoção cá dentro que perco a capacidade de pensar,e ajo instihttp://youtu.be/FFVEETj5w10ntivamente muitas vezes prejudicando a minha vida e criando um drama pessoal, aos 52 anos estou cansado,como irei resolver isto!!!!

    ResponderExcluir
  9. Sei exatamente como se sente, sou depressiva também, mas olha só, tomar remédio é uma boa!

    ResponderExcluir
  10. Ola, eh bom ver que tem pessoas que sentem o mesmo que a gente...fui diagnosticada com ciclotimia ha uns 2 anos também de la pra ca muita coisa mudou...queria saber se você sente cansaço físico também...ha algumas semanas andei sem energia, como uma pilha fraca, sem motivo, dormindo normal e tenho uma rotina como todas as outras...achei que pudesse ser anemia, mas os exames de sangue não indicaram nada...

    ResponderExcluir