www.bloggerbipolar.blogspot.com

Aviso: EU NÃO SOU BIPOLAR...MAS MEU PAI É.


www.bloggerbipolar.blogspot.com

Um pouco sobre bipolaridade, transtornos de humor, depressão, ansiedade...
tudo, ou nada!

diariodeumbipolar@hotmail.com

#depressão #ansiedade #tdah #bipoloaridade #pânico #distimia #melancholia
_____________________________________________

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Ciclotimia x Bipolaridade....Sintomas parecidos x Doenças diferentes (Max Gheringer)

Ciclotimia x Bipolaridade

Texto descrito de uma reportagem da Rádio CBN, por Max Gheringer:

"Escreve um ouvinte preocupado e incomodado. Ele diz: "Temos um colega de trabalho que uma hora está de ótimo humor. E outra hora parece que não quer ver ninguém por perto. Essas mudanças súbitas de comportamento preocupam, incomodam e afetam o ambiente de trabalho. E não sabemos o que fazer a respeito."

Eu achei prudente perguntar a um médico o que isso poderia ser. E ele me explicou a diferença entre transtorno bipolar, que é um caso muito sério, e ciclotimia, que parece ser o caso do colega em questão.


No transtorno bipolar, a pessoa parece que se transforma em outra pessoa, completamente diferente. Já a ciclotimia é uma forma mais leve desse transtorno. Os extremos de humor não são tão drásticos, o que leva o ciclotímico a concluir que ele está apenas passando por uma fase momentânea de cansaço ou indisposição.

Para quem convive com um ciclotímico, fica a impressão de que ele é alguém alegre, cooperativo e de alto astral. É por isso que os colegas se incomodam tanto quando o outro lado do ciclotímico se manifesta. É quando ele fica em silêncio, torna-se pessimista, tem dificuldade para se concentrar no trabalho e reclama que está cansado.

Para os colegas, a solução é simples: basta que a pessoa se esforce para ser gentil, alegre e atenciosa o tempo todo. Pronto! Resolvido! 

Se fosse assim tão simples, a ciclotimia não existiria, porque poderia ser eliminada apenas com um pensamento positivo na hora de escovar os dentes. Mas não é assim tão fácil. O ciclotímico precisa ser convencido a consultar um especialista, por três motivos:

Primeiro, a ciclotimia é mais comum do que parece. Ela afeta 1 em cada 200 adultos, embora a maioria não apresente sintomas com uma intensidade que seja capaz de convencê-los a procurar tratamento.

Segundo, se não for tratada, a ciclotimia pode vir a se transformar em transtorno bipolar, e aí sim, o emprego e os relacionamentos estariam em sério risco.

E terceiro e menos importante, os colegas de trabalho se sentem incomodados."

Max Gehringer, para CBN.



25 comentários:

  1. Caramba não basta existir bipolar tipo I, tipo II, tipo misto ainda tem um pré bipolar? Caramba quando mais eu vivo mais eu tenho certeza que não existe saúde nesse mundo em que vivemos.
    Só um aparte, não acredite em tudo que o médico ou a terapeuta dizem... 1º por que eles estudam superficialmente um monte de doença e sei disso porque faço faculdade de psicologia... 2º porque a não ser que a pessoa tenha sentindo na pele ela faz apenas uma leve ideia do que tu ta sentindo... 3º você vê ela uma vez por semana, por melhor que ela seja como ela vai poder identificar como você funciona... 4º não ela não se importa com você de verdade esse é o trabalho dela ela não é sua amiga, é como uma enfermeira num hospital ela te trata bem mas não se engane ela não é sua amiga, e não tomo as suas dores.
    Quando somos espostos a uma situação repetidas vezes perdemos a sensibilidade isso é comprovado pela terapia comportamental.
    ENTÃO MEU AMIGO NÃO ACREDITE EM TUDO O QUE TE DISSEREM NEM LEVE AO PÉ DA LETRA OS CONSELHOS, ANALISE, BIPOLAR OU CICLOTOMICO VOCÊ AINDA É DONO DE SEU QUERER NUNCA MAS NUNCA ABRA MÃO DISSO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, preste muita atenção nos argumentos que você dá, pois estudar as doenças superficialmente é o que os psicólogos fazem, consultas semanais também, cuja faculdade é a que você está fazendo e afirmando que são os médicos que fazem isso, então os 6 anos medicina e mais os 2 a 3 anos na especialidade na psiquiatria são em vão? Comparados aos seus míseros 5 anos em psicologia, cuja profissão nem atua em diagnóstico de doenças e prescrição de medicamentos e o trabalho é só orientação. Criticar os médicos para que então querida? Se nem é medicina que você está estudando e muito menos é formada para fazer pós graduação em psiquiatria? Para sua informação querida a formação de um Doutor mesmo é de 8 a 9 anos e a sua é quase a metade disso, porque médica e nem tratamento por doutora você vai receber.

      Excluir
    2. Já é de conhecimento que a associação da psiquiatria com a psicologia tem proporcionado ao paciente resultados satisfatórios e bem sucedidos. As duas profissões tem seu valor, e ao pensar no bem comum, que é levar alívio ao indivíduo que sofre, a psicofamacologia é um bom exemplo.

      Excluir
    3. Já é de conhecimento que a associação da psiquiatria com a psicologia tem proporcionado ao paciente resultados satisfatórios e bem sucedidos. As duas profissões tem seu valor, e ao pensar no bem comum, que é levar alívio ao indivíduo que sofre, a psicofamacologia é um bom exemplo.

      Excluir
  2. Vá a terapia sim mas filtre os conselhos, não coloque nas mãos de outra pessoa o poder de decisão da sua vida, pois quem vai lidar com suas decisões será unicamente você.

    ResponderExcluir
  3. Do jeito que o Max fala parece que é bem fácil distinguir ou mesmo diagnosticar alguem como bipolar ou ciclotimico... Se fosse assim seria bom.

    ResponderExcluir
  4. É gente... gostava mais do Max até descobrir conflitos teóricos com ele. rsrsrs

    Quando é dito mudança de comportamentos, não quer dizer necessariamente de Humor. O bom de uma psicoterapia é que é possível verificar exatamente estes aspectos que parecem a mesma coisa, mas na realidade estão longe de ser iguais.

    Quanto ao que a Ana disse, sobre as decisões, creio que um bom psicólogo (puxando a sardinha agora...rsrsrs) nunca pode tomar um decisão por você, ao não ser em casos extremante excepcionais.

    As decisões são tomadas em terapia, assim como a interpretação dos sonhos, apenas pelo analisando e não pelo analista.

    Afinal de contas, a vida é de quem procura o terapeuta e este não deve, por ética e bom senso, querer colocar o que ele pensa que é certo ou justo na vida de quem quer que seja.

    ResponderExcluir
  5. Acho que a psicologia e a sociologia deveriam ser a ciência nº 1, ou seja, totalmente prioritárias. Ninguém deveria ser engenheiro sem antes fazerpelo menos 1 anos inteiro de cada uma destas diciplinas.Enfim, se cada cientista tivesse a preocupação de dar conta de tudo, não estudaria nem uma célula...E olha que numa célula. tem asunto e controversas para muitos livros.

    ResponderExcluir
  6. Só quem passa por isso entende. Eu entendi direitinho o que o Max disse. Esse colega ciclotimico comentado sou eu . É igual a mim.
    Passo dois dias como se fosse a pessoa mais normal do mundo. Um dia acordo, levanto, vou ao trabalho (tudo normal) e do nada como se fosse alguma coisa acionada no meu cérebro, me fecho, me irrito por qualquer coisa, nao me concentro em nada e tendo a responder de mau humor.
    Como já me conheço, fico calada qd isso aocntece para nao magoar as pessoas, mas quando não consigo controlar aí a situação complica.
    Como disse o max:
    - Para os colegas, a solução é simples: basta que a pessoa se esforce para ser gentil, alegre e atenciosa o tempo todo. Pronto! Resolvido!

    Isso é típico de quem acha isso besteira, que é simples controlar.
    Mas só quem vive isso sabe que até mudanças fisiologicas acontecem: dor de cabeça, formigamento, azia, visão borrada...tudo isso acontece comigo...e depois de algumas horas ou no outro dia vai embora.
    É frustrante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente! Eu também sou assim! Exatamente assim! As vezes não precisa de dias... acontecem em horas. É muito ruim. Cometemos algumas coisa, erramos com amigos, até mesmo magoamos pessoas sem querer, por impulso do momento.

      Excluir
  7. Bom, eu fui recentemente diagnosticada com transtorno bipolar. E posso dizer: não é nada fácil! Só quem está de fora pode falar que é fácil ser dono dos próprios sentimentos. Quem fala que é fácil não faz noção de como é sentir que está fora de controle. Quando vc quer fazer mil coisas, e como é frustrante qdo percebe q não consegue...E o quão desesperador é a depressão que vem logo após...além das crises de ansiedade, agressividade, pensamentos sjuicídas...Agora, bom é saber que psicólogos vêem a gente como notas de Real...Mto bom saber...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existem pessoas e profissionais para tudo nessa vida, afinal cada um tem a sua singularidade, contudo não podemos generalizar em dizer que os psicólogos ver os seus pacientes/clientes como nota de dinheiro. De fato um psicólogo não é, e não pode ser seu amigo pois partir do momento que surge uma relação afetiva o emocional compromete o processo de tratamento. Mas o psicólogo é alguém que está preocupado em lhe ajudar, lhe acolher, lhe orientar, lhe fazer refletir acerca de sua vida. Por isso é importante um acompanhamento psicoterapeutico.

      Excluir
    2. Numa relação paciente e terapeuta, é fundamental que tenha empatia. E como vc mencionou, o psicólogo se importa muito com a melhora do paciente, isso só não ocorre se acaso o profissional não seja comprometido com o juramento que fez.

      Excluir
  8. Sou ciclotímica e estou mal hoje... sem vontade de nada... e tudo ao mesmo tempo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris,
      Como tem lidado com isto?
      Terapia? Medicamentos?
      diariodeumbipolar@hotmail.com
      Gostaria de poder ajudar.
      Abraço.

      Excluir
  9. minha filha foi diagnosticada como ciclotímica , com penas 17 anos , mas desde os 15 eu percebia algo diferente nela...estou como mãe muito preocupada , ela esta medicada e vai dar continuidade a psicologa e psiquiatra , mas queria saber se pode ter piora e passar para bipolaridade , ou ela poderá ter uma vida " normal" ?
    obrigada.

    ResponderExcluir
  10. o meu pai tem ciclotimia, mas acha q não se passa nada com ele, como é q eu posso aborda-lo sem q ele comesse a gritar comigo q foi o q ja aconteceu quando eu tentei da ultima vez?

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. eu sou mais uma dessa turma. me trato há 20 anos com terapia, e psiquiatra. tonho o dito pavio curto, sou impulsiva, e descontrolada. Por anos pensei que era piti, frescurite ou mimada demais. Nao. não se trata disso, mas sim de um descontrole, e incapacidade de pensar e agir diferente.até porhe o mau humor que se instala nao te permite pensar em nada.a

    ResponderExcluir
  13. Como faço pra saber se tenho um dos dois?

    ResponderExcluir
  14. Como faço pra saber se tenho um dos dois?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A melhor maneira de saber se você tem algum transtorno mental é ir direto a um especialista: deixe o preconceito de lado e, se você tem alguma dúvida, procure um médico psiquiatra para conversar sobre os sintomas. Se já está desconfiado é porque ou você ou pessoas próximas estão lhe dizendo que algo não vai bem, certo? Não fique tentando "se automedicar" lendo apenas sobre o assunto - vá direto a quem entende! Espero ter ajudado

      Excluir
  15. Eu sou bipolar e as minhas variações de humor não acontecem de forma tão rápida quanto as pessoas pensam. Tem-se a ideia generalizada de que um bipolar "uma hora está triste, uma hora está alegre" mas, no meu caso, não funciona sim. Tem até uma piadinha circulando na internet pra sugerir que mudamos de ideia rápido: "eu odeio ser bipolar, é simplesmente muito bom".

    Mas comigo acontecem épocas da vida: houve uma época em que eu mergulhei de cabeça em uma religião e seguia tudo o que os líderes da Igreja mandavam... hoje em dia meu humor "variou" e eu não consigo mais botar os pés dentro daquela Igreja... houve uma época da minha vida em que eu estudava canto e adorava cantar... hoje em dia não saio de casa pra ir à aula de música...

    Eu queria aproveitar pra divulgar aqui, com a licença do autor do blog, o meu próprio blog sobre Transtorno Bipolar de Humor, que pode ser visto aqui
    https://oquenaotecontaramsobretranstornobipolar.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  16. estou acabada hoje! nao consigo fazer nada so choro ! e mal consigo organizar pensamentos que apenas surgem! hoje descobri que estou doente ou sou doente! sou muito alegre mais ao mesmo tempo muito triste! muito positiva e muito pessimista! a mudança de humor não afeta as outras pessoas a minha volta pq ninguem nota! pelo menos não notavam , mas vejo que eestou piorando muito! fumo maconha uma ou duas vezes na semana , isso pode ser o motivo de eu estar piorando?

    ResponderExcluir